21 de outubro de 2020

CIENTISTAS ISRAELENSES DESCOBREM NOVA FORMA DE AVALIAR E DETER O AVANÇO DO CÂNCER


Uma das maiores preocupações dos pacientes com câncer é que, após a remoção do tumor inicial, surjam outros tumores secundários

Cientistas israelenses descobriram acidentalmente uma nova maneira de prever a probabilidade de pacientes com câncer desenvolverem tumores secundários potencialmente fatais.

Uma das maiores preocupações dos pacientes com câncer é que, após a remoção do tumor inicial, surjam outros tumores secundários. Esses crescimentos secundários - conhecidos como metástase - são responsáveis por 90% das mortes relacionadas ao câncer, mas normalmente leva um tempo após a cirurgia até que uma avaliação da patologia forneça aos pacientes uma ideia do nível de risco.

CIENTISTA JUDEU GANHA PRÊMIO NOBEL DE MEDICINA PELA DESCOBERTA DO VÍRUS DA HEPATITE C


Harvey J. Alter creditou sua carreira médica à sua educação judaica, dizendo que seu pai queria ser médico, mas foi impedido por restrições financeiras

Os cientistas americanos Harvey J. Alter, judeu, e Charles M. Rice e o britânico Michael Houghton ganharam em conjunto o Prêmio Nobel de Medicina por sua descoberta do vírus da hepatite C. Ao anunciar o prêmio em Estocolmo, o Comitê do Nobel destacou que o trabalho dos três ajudou a identificar uma fonte importante de hepatite transmitida pelo sangue que não poderia ser explicada pelos vírus da hepatite A e B anteriormente descobertos. O trabalho deles, que remonta às décadas de 1970 e 1980, ajudou a salvar milhões de vidas, disse o comitê.

15 de outubro de 2020

COMUNIDADE JUDAICA DE NEWARK (NJ): REBELIÃO PRÉ E PÓS -1967


Emma Ferreira é judia, filha de pai brasileiro (carioca) e mãe israelense, nasceu e passou a infância em Newark (NJ)

A população de Newark (NJ), Comunidade Judaica em particular, diminuiu drasticamente após a Rebelião de Newark (NJ) de 1967. Enquanto alguns chamam de “vôo branco”, outros dizem que o impulso nacional para a suburbanização os afastou. Mais de 65.000 pessoas já constituíram a comunidade judaica de Newark. William Helmreich, autor e educador, diz que uma quantidade indevida de culpa é colocada na rebelião de Newark de 1967 por expulsá-los.

12 de outubro de 2020

YOM KIPUR 2020 EM ISRAEL


O carioca Rafael Guanabara mora em Israel e passeou pela cidade onde mora para mostrar o movimento nas ruas durante o feriado de Yom Kipur

Após o pecado do bezerro de ouro, Moshê (Moisés) rezou e, no dia 10 do mês hebraico de Tishrei, D'us concedeu pleno perdão ao povo judeu. Yom Kipur é o Dia da Expiação, sobre o qual declara a Torá: "No décimo dia do sétimo mês afligirás tua alma e não trabalharás, pois neste dia, a expiação será feita para te purificar; perante D'us serás purificado de todos teus pecados."

10 de outubro de 2020

SOCIEDADE: JUDEUS ETÍOPES: NÃO JUDEUS O SUFICIENTE


Um israelense de origem etíope ferido durante um protesto contra o racismo em Tel Aviv (EPA)

A discriminação sempre foi um problema na sociedade israelense - esses protestos mudarão alguma coisa? O jornalista Seth J. Frantzman é comentarista da política do Oriente Médio em Jerusalém.

AS DIFERENTES DENOMINAÇÕES JUDAICAS: A VISÃO DE "ESTADO JUDEU" DE HERZL ERA PARA TODOS OS JUDEUS


Yehoshua-Braverman faz amizade com crianças em Uganda (WZO)

Uma entrevista com Gusti Yehoshua-Braverman, chefe do Departamento de Atividades da Diáspora da WZO. Nos últimos anos, grandes esforços têm sido feitos para alcançar os judeus conservadores e reformistas na diáspora judaica, que por muito tempo foram desprezados por sucessivos governos e parlamentos de Israel, mesmo quando a maioria dos membros dessas duas instituições estatais não eram religiosamente observadores.

ISRAEL PLANEJA RECEBER "IMEDIATAMENTE" MAIS DE 2 MIL JUDEUS ETÍOPES


Cerca de 13 mil judeus etíopes estão na capital, Addis Ababa, e em Gondar, a maioria deles esperando para serem levados para Israel

Addis Ababa, Etiópia - O primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu disse ao primeiro ministro da Etiópia que Israel tem a intenção de trazer “imediatamente” cerca de 2.000 judeus etíopes. O anúncio foi feito na sexta-feira (9), após um telefonema com o primeiro-ministro Abiy Ahmed. O escritório de Netanyahu disse que a decisão vem "de seu compromisso com a contínua aliá dos judeus a Israel".