19 de novembro de 2020

REFLEXÕES: JUDAÍSMO - REPENSANDO CONVERSÕES


Em seguida, ele (convertido) mergulha em um mikveh, um banho ritual, tornando-se oficialmente judeu em todos os aspectos

Atualmente, pode parecer quase comicamente difícil ser judeu. Já vimos tempos piores, obviamente, mas o ano passado nos trouxe assassinatos em Pittsburgh e Poway, Cal., Um aumento substancial no grafite anti-semita e crimes de ódio, e um doloroso debate interno sobre novos membros do Congresso que parecem , para muitos de nós, anti-semitas. Enquanto isso, a alfabetização judaica é insignificante e as taxas de nascimento e casamento são baixas, exceto na comunidade ortodoxa. Em tempos como este, o judaísmo pode parecer uma fraternidade à qual ninguém gostaria de entrar. Alguns de nós nascemos nisso e estamos felizes. Mas por que mais alguém iria querer passar pelo processo?

17 de novembro de 2020

AS 3 PRINCIPAIS CORRENTES DO JUDAÍSMO ATUAL


As três correntes principais do Judaísmo: Ortodoxos, reformistas e conservadores surgiram no século 19, como consequência do impacto das mudanças da modernidade sobre a religião

O judaísmo se divide principalmente em 3 grandes correntes, ligadas às interpretações dos livros e rituais considerados sagrados. São elas: a Ortodoxa, a Reformista e a Conservadora. As duas primeiras, ortodoxos e reformistas, são as que mais se opõem uma à outra, sendo a terceira, conservadora, a tentativa de encontrar um meio-termo entre as outras duas. A principal diferença entre as correntes está na adaptação ou não da tradição ritualística e teológica judaica às mudanças do mundo moderno.

6 de novembro de 2020

ESPECIAL: CLARICE LISPECTOR - 100 ANOS


  
Em 10 de dezembro de 2020, Clarice Lispector completaria seu centenário e, em sua homenagem, a TV Cultura preparou este programa especial para trazer à luz a memória da escritora. 

29 de outubro de 2020

SINAGOGA NO EGITO RECUPERA SEU ESPLENDOR

 

A relação entre os judeus e o Egito é muito antiga. Foi o local do primeiro exílio dos Filhos de Israel, que lá permanecem 210 anos

Na cidade de Alexandria, nos dias 14 a 16 de janeiro deste ano de 2020, mais de 180 judeus de origem egípcia participaram de momentos emocionantes celebrando o Shabat na recém-restaurada Sinagoga Eliyahu Hanavi.
Descrito pelos presentes como “um Shabat muito festivo, de orações e músicas litúrgicas tradicionais muito, muito emocionantes”, o serviço foi parte das comemorações da reabertura, alguns dias antes, da sinagoga fechada desde 2012 por motivos de segurança.

28 de outubro de 2020

A ARTE DE ILYA SCHOR


lya, filho de Naftali e Kradja Schor, nasceu em 16 de abril de 1904 em Zolochiv, um dos tantos shtetls na Galícia, à época parte do Império Austro-húngaro

Judeu polonês naturalizado americano, Ilya Schor foi um artista de várias facetas. Pintor, escultor, ourives, ilustrador, era conhecido por seu trabalho em peças de arte judaica, entre as quais, coroas de Torá (Keter Torá), candelabros, mezuzot e joias, e por suas ilustrações de valiosos textos de filosofia judaica religiosa e literatura folclórica. Suas obras estão expostas em museus do mundo todo, além de constarem em coleções particulares.

JUDAÍSMO: ALEGRIA E AFLIÇÃO NA PANDEMIA


Tristeza e felicidade não são dois polos opostos, incapazes de conviver, pois um não exclui o outro - Pelo Rabino Y. David Weitman, Rabino-Chefe da Congregação Beit Yaacov, S. Paulo, escritor e palestrante

As notícias que nos chegam sobre a pandemia, em geral, e suas consequências nos doentes e óbitos são assustadoras. Lamentamos imensamente e nos entristecemos. Cinco meses se passaram e o quadro permanece escuro, levando muitos à depressão. À espera do sol atrás das nuvens, qual seria a recomendação judaica neste período de angústia e adversidade? Há possibilidade de momentos felizes em meio a esta aflição?

24 de outubro de 2020

COMO COMEÇOU O CONFLITO ENTRE ISRAELENSES E PALESTINOS?


O conflito entre israelenses e palestinos, que transformou o Oriente Médio em um barril de pólvora permanente, é muito complexo. Esta disputa já levou a dezenas de milhares de mortes e a milhões de refugiados. Mas afinal, por que eles lutam? Neste vídeo, analisamos a origem da disputa e o problema das fronteiras.