15 de abril de 2018

COMO SURGIRAM E SE CLASSIFICAM OS JUDEUS SEFARADIM E ASHKENAZIM?

. Pergunta:

Quando surgiu e como se divide estes dois grupos: judeus ashkenazim e judeus sefaradim?


O exílio romano criou comunidades na Europa e no norte da África

POR QUE O JUDAÍSMO NÃO É PROSELITISTA? NÃO BUSCA OU ENCORAJA A CONVERSÃO DE NÃO JUDEUS: AS 7 LEIS DE NOÉ


Maimônides explica que qualquer ser humano que observe fielmente estas 7 leis, recebe um lugar apropriado no céu. Portanto, veja que a Torá é para toda a humanidade, não é necessária a conversão (em hebraico: גיור , giyur = imigrar)

. Pergunta:

Por favor, perdoe minha ignorância, mas pode dizer-me por que o povo judeu não encoraja ativamente o restante da sociedade a converter-se ao Judaísmo, dessa forma divulgando o conhecimento e a sabedoria de D'us e da Torá para o restante da humanidade? Não seriam os objetivos do Judaísmo – trazer paz, harmonia, amor, entendimento e perfeição espiritual ao mundo – ser melhor e mais rapidamente atingidos se a sabedoria da Torá fosse compartilhada com uma parte maior da sociedade, ao invés de ser "restrita" àqueles que nasceram judeus?

14 de abril de 2018

ESCLARECENDO DÚVIDAS: JUDAÍSMO, JUDEUS E ISRAELENSES


Judeu: Todo aquele nascido de mãe judia ou convertido (conversão oficial) ao Judaísmo. Uma vez convertido oficialmente não há retorno, ou seja, o indivíduo morre judeu; mesmo que ele se converta, posteriormente, às outras religiões

Esse vídeo foi feito para esclarecer a dúvida de muitas pessoas que confundem judeus, israelenses e judaísmo:
. Israelenses: são pessoas nascidas em Israel, podendo ser árabes, muçulmanos, judeus, etc... Há aqueles que receberam a cidadania israelense, cada um com a sua história...
. Judeu: é o povo de Israel - todo aquele nascido de mãe judia ou convertido (conversão oficial) ao judaísmo.


QUAIS SÃO AS 12 TRIBOS DE ISRAEL?


Tomer Savoia explica sobre as 12 tribos de Israel. Quais são e o que aconteceu com elas? 

11 de abril de 2018

CABALÁ: NÓS FAZEMOS PARTE DE TUDO QUE EXISTE. TUDO ESTÁ INTERLIGADO


Costumamos criticar os acontecimentos nos colocando no ponto de vista de meros observadores e comentaristas. Acontece que somos parte daquilo que ocorre

Um dos insights (Percepção/entendimento) mais importantes que obtemos quando nos dedicamos a um entendimento holístico da vida é que tudo está interligado. Uma rede invisível interconecta toda a realidade. Parece que cada aspecto é independente do todo, mas na verdade tudo é um.
Vemos no mundo grande escuridão. Violência, corrupção e intolerância permeiam as notícias. Costumamos criticar os acontecimentos nos colocando no ponto de vista de meros observadores e comentaristas. Acontece que somos parte do que ocorre.

CABALÁ: A MISSÃO DA ALMA (נֶפֶשׁ = NEFESH) NO MUNDO MATERIAL


Somos almas (Nefesh), somos faíscas divinas que descemos ao mundo físico para fazer uma correção

O Zohar (ou Livro das Maravilhas) ensina que antes de a alma nascer ela aprende toda a verdade sobre a existência. Fica sabendo as recompensas que vem como resultado das boas ações e dos castigos que sofrem os que cometem más ações. Antes de descer ao mundo, a alma vê os espíritos bondosos em sua glória no paraíso, e vê também os perversos gritando de dor em seu sofrimento. A alma que vai nascer tem total clareza de que realmente existe justiça no mundo e que há de fato uma lei de causa e efeito em ação. 

JUDEUS CHINESES IMIGRAM PARA ISRAEL


Um pequeno grupo de 7 chineses da também pequena comunidade judaica de Kaifeng, que existe há mais de 1 mil anos, imigrou para Israel no ano de 2012

JUDEUS NO BAIRRO DA TIJUCA - RJ


A comunidade judaica da Tijuca, que já viveu dias de glória e passou por um processo de esvaziamento, está passando por um período de renovação, sem abandonar suas tradições.

8 de abril de 2018

BAIXADA FLUMINENSE: OS JUDEUS DE NILÓPOLIS - RJ


A maioria dos judeus que viveram em Nilópolis já morreu, alguns foram para Israel, e outros se mudaram para Tijuca ou Zona Sul do Rio de Janeiro

A partir de 1920, um grupo de cerca de 300 famílias judias se instalou na cidade de Nilópolis, na Baixada Fluminense, no Estado do Rio de Janeiro. Ali reconstruíram suas vidas em uma colônia, de uma forma muito assemelhada aos Shtetl, aldeias judaicas da Europa oriental, que podem ser muito bem visualizadas na obra do Nobel de literatura Isaac Bashevis Singer.

TIKUM OLAM: "CONSERTAR" O MUNDO

7 de abril de 2018

KADISH (ABENÇOADO) EM PORTUGUÊS: A ORAÇÃO DOS MORTOS


Há cinco versões de kadish proferidas em momentos diferentes da liturgia judaica

O kadish é conhecido pelos judeus como ‘oração dos mortos’, mas é uma declaração de fé, oração de louvor a Deus e confiança em Deus. É a principal oração judaica dita diariamente nos serviços religiosos nas sinagogas, pela manhã e a tarde, apenas se houver miniam, ou seja um quorum de 10 homens judeus.

CABALÁ: NÃO SE VENCE ESCURIDÃO COM ESCURIDÃO - SE VENCE ESCURIDÃO COM LUZ


Moisés e o arbusto em chamas, mas o profeta dos judeus percebe que as labaredas não consomem a planta (Aquele que torna tudo possível em nossa breve existência). Moisés está pisando em solo sagrado, por isso, ele tirou as sandálias

O que eu aprendi é que nunca vamos vencer a escuridão com mais escuridão. Tem que acender a luz. Esses acontecimentos mexem muito com o emocional. Dá revolta mesmo. Mas temos que aprender a ter tolerância. Não ser mais uma voz de intolerância. 

17 de março de 2018

ARTISTA BRASILEIRA DÁ CORES À FOTO DE VÍTIMA DO HOLOCAUSTO


Czesława Kwoka, de 14 anos, foi selvagemente espancada por guardas nazistas instantes antes de ser fotografada (Foto: Marina Amaral)

Essas imagens do Holocausto ainda são pertubadoras. Essa fotografia angustiante de uma adolescente que aguarda a tortura e a morte nas mãos de especialistas nazistas destaca a trágica questão humana do Holocausto. O rosto magro da prisioneira de 14 anos, Czesława Kwoka, retrocede o tempo numa fotografia no campo de concentração em Auschwitz, restaurada este ano pela artista brasileira Marina Amaral.

15 de março de 2018

SEPULTAMENTO JUDAICO: POR QUE É PROIBIDO VER O CORPO DURANTE O FUNERAL?


Depois de cobrir o corpo, ninguém mais pode vê-lo: nem mesmo os próprios filhos, parentes ou amigos

Da mesma forma que existe um modo de vida judaico, existem, também, rituais a serem seguidos por ocasião da morte. Quando morre um judeu, os familiares devem providenciar seu enterro rapidamente. De acordo com as leis mosaicas, o corpo deve ser sepultado logo que for possível, de preferência no mesmo dia da morte e, também, enquanto houver luz natural: 
Seu cadáver não poderá permanecer ali durante a noite, mas tu o sepultarás no mesmo dia (Deuteronômio 21:23)
Enquanto o morto permanecer insepulto, a sua alma não ficará em repouso. Ela só descansará quando o corpo for enterrado. Portanto, adiar o sepultamento, sem motivo justo, é um desrespeito ao morto e uma interferência nos planos do Criador. 

10 de março de 2018

HISTÓRIA DOS JUDEUS NO BRASIL


Os judeus se concentram sobretudo nas regiões sul e sudeste do Brasil

A comunidade Judaica no Brasil é a segunda mais importante da América Latina, atrás da Argentina e à frente do México, com 120 mil judeus entre os 204 milhões de brasileiros, ou seja, 0,06% da população.
Os judeus se concentram sobretudo nas regiões sul e sudeste. As duas mais importantes comunidades do Brasil, confirmadas pelos dados do Censo do IBGE de 2010, estão nas cidades de São Paulo, com 44 mil pessoas, e Rio de Janeiro, com 22 mil. Na região Sul, a cidade de Porto Alegre entra neste século sem perder a vitalidade de suas instituições, uma comunidade de 7 mil judeus. A região Norte merece destaque por sua longevidade. A comunidade de Manaus tem 1.200 membros, e a mais antiga comunidade judaica do Brasil, em Belém do Pará, tem 1.300 membros. No Nordeste, a comunidade do Recife conta com 1.300 membros. Veja mais abaixo verbetes especiais sobre as comunidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Recife, Belém e Manaus.

HISTORIA DA COMUNIDADE JUDAICA NO AMAZONAS




Cemitério Israelita de Soledade em Belém - PA
 (2013 - foto de Moisés Unger pequena)

A imigração judaica para a Amazônia se deu a partir do século 19, com maioria de judeus sefaradim originários do Norte da África: Tânger, Tetuan, Rabat, Casablanca, Marrocos francês e espanhol, Argélia e outros lugares, incluindo também Portugal (que era também parte da rota de imigração ao Brasil).
O professor Samuel Benchimol estima que entre 1810 e 1850, antes, portanto, do ciclo da borracha, chegaram à região (incluindo a Amazônia peruana) cerca de 300 famílias judaicas. Entre 1851 e 1910, chegaram outras 700. No total, cerca de 650 foram para o Pará, 200 para o Amazonas e outras dezenas para a Amazônia peruana (Iquitos).

9 de março de 2018

SIGNIFICADO DA ESTRELA DE DAVI


É um símbolo de grande valor para os judeus e israelenses e faz parte da bandeira de Israel, conforme é possível ver na imagem


. O que é a Estrela de Davi?

Estrela de Davi é um símbolo também conhecido como escudo de Davi usado por seguidores do Judaísmo. É um símbolo que apresenta diversas interpretações e que está presente em várias manifestações culturais e religiosas. Em hebraico, a expressão Estrela de Davi é "Magen David", que significa escudo de Davi. É um símbolo de realeza, e antigamente vários guerreiros do povo de Israel usavam esse símbolo nos seus escudos durante as batalhas. A estrela de Davi também é conhecida por algumas pessoas como Selo de Salomão, que foi filho de Davi e considerado o rei mais rico e sábio de Israel.

SIGNIFICADO DA MÃO DE HAMSÁ NO JUDAÍSMO


Hamsá é considerado um amuleto contra o mau-olhado para os adeptos do Judaísmo e do Islamismo


. O que é Hamsá:

HamsaHamsa ou hamsá é uma palavra de origem árabe e significa “cinco” na tradução literal para a língua portuguesa, em referência aos cinco dedos da mão humana.
Também conhecido como “mão de Deus”, “chamsá”, “mão de Fátima” ou “mão de Hameshh” (5 em Hebraico), o Hamsá é considerado um amuleto contra o mau-olhado para os adeptos do judaísmo e do islamismo.

18 de fevereiro de 2018

A EXTRAORDINÁRIA HISTÓRIA DA JUDIA LISBOETA DONA GRACIA NASI: UMA DAS MULHERES MAIS RICAS DO MUNDO


Selo israelense em homenagem à portuguesa Dona Gracia Nasi, cuja história ficou esquecida durante mais de 500 anos

Que estranho, mas, infelizmente, que comum: uma mulher que poderia ter conseguido algo enorme, mas que seria esquecida pelos historiadores. Aconteceu com Gracia Nasi Mendes, que só foi redescoberta lentamente a partir dos anos 80 do século passado, no Judaísmo Progressista, através da busca de mulheres na história judaica e pessoas ativistas, que poderiam funcionar como modelos para os judeus progressistas de hoje. Geralmente, ela tornou-se mais conhecida a partir do ano 2010, quando os judeus de várias nações celebraram o 500º aniversário dela.

JUDEUS EM PORTUGAL


Sinagoga Beit Eliahu (A Casa de Elias, em hebraico) em Belmonte

A conquista da Lusitânia pelo Império Romano e a posterior destruição de Jerusalém no ano 70 da era comum (DC), que obrigou os judeus a se dispersarem pelo mundo ("Diáspora judaica"), fez com que um grande contingente de hebreus buscassem um novo lar na Península Ibérica (ou para ali fossem deportados, como ocorreu no tempo do imperador Adriano). Embora não se saiba exatamente quando se iniciou tal movimento migratório, a presença de judeus no território que futuramente constituiria Portugal pode ser comprovada pela descoberta de inscrições funerárias na freguesia de Lagos da Beira e em outras regiões no país.

TALENTO ISRAELENSE: A CANTORA MIRI MESIKA INTERPRETA A שִׁיר (SHIR = CANÇÃO): "ANI BA'A ELECHEM" (EU VOLTO PARA ELES)


Ani Ba'a Elechem (Eu volto para eles, em hebraico)

11 de fevereiro de 2018

BRIT MILÁ: TRAUMA OU ALEGRIA?


A circuncisão tem sido praticada em judeus do sexo masculino há quase 4 mil anos, desde que Avraham assim foi ordenado por D'us


. (In)Decisão:

Nenhum outro costume, hábito ou ritual tem atravessado tantas eras e vencido tantas perseguições. A circuncisão seja na paz ou na guerra, tem sobrevivido, de Avraham Avinu até os dias de hoje.

2 de fevereiro de 2018

POR QUE COLOCAMOS OS TEFILIN?


‘Que estas palavras que hoje te ordeno sejam gravadas no teu coração e em tua alma, e as atarás como sinal, à tua mão, e servirão de lembrete, entre teus olhos’ (trecho do Shemá Israel)

Em seu livro, O homem que amava caixas, o mundialmente conhecido autor de best-sellers, Stephen King, conta a história de um homem que adorava caixas e adorava seu filho. Infelizmente, o homem não sabia como dizer ao filho que o amava, portanto fazia objetos com caixas, que partilhava com o filho, assim transmitindo seu amor por ele. Havia quem achasse que o homem era um tanto esquisito, mas o homem não se importava - nem tampouco se importava seu filho - pois essa era a sua maneira especial de demonstrar o amor recíproco entre ambos.

1 de fevereiro de 2018

O IDIOMA HEBRAICO: DA TORÁ PARA AS RUAS


O hebraico é uma das línguas mais antigas do mundo em uso até hoje. No Rio de Janeiro, pessoas de várias idades têm procurado aprender e se aperfeiçoar no idioma da Torá que ganhou uma roupagem mais moderna com a criação do Estado de Israel.

31 de janeiro de 2018

POR QUE O JUDAÍSMO NÃO É FUNDALMENTALMENTE PROSELITISTA (MISSIONÁRIO)?



As 7 leis universais dadas por D'us a Nôach e as gerações subseqüentes

. Resposta:

A Torá não contém apenas ensinamentos para os judeus, mas também para os não-judeus. Estas são chamadas Sete Leis Noahidas: Sete leis universais dadas por D'us a Nôach e as gerações subseqüentes. 

30 de janeiro de 2018

DOCUMENTÁRIO: JUDEUS "POR OPÇÃO" EM SÃO PAULO




O Judaísmo não é necessariamente uma religião e sim um estilo de vida

. Fonte:

https://www.youtube.com/watch?v=EC8C7tWqpZI

DOCUMENTÁRIO: A MIGRAÇÃO DOS JUDEUS PARA O BAIRRO DA BARRA DA TIJUCA - RJ



De acordo com o último Censo do IBGE, a Barra da Tijuca já é a quinta maior comunidade judaica do Rio e uma das que mais cresce.  A oferta de imóveis com preços mais baixos que na Zona Sul é um dos atrativos que levam cada vez mais judeus ao bairro.

.Fonte: 

https://www.youtube.com/watch?v=F4fbAAXH3PY

DOCUMENTÁRIO: OS JUDEUS EM NITERÓI - RJ


A vida judaica na terra do índio Araribóia 

Fonte:

https://www.youtube.com/watch?v=DhSAibQKnww

29 de janeiro de 2018

CASHRUT: COMO CONSUMIR OVOS DA MANEIRA JUDAICA


Uma única gota de sangue faz com que este ovo não seja casher

De acordo com a lei judaica, os ovos com casca são parve e devem ser provenientes de aves casher e não conter nenhum sinal de sangue. Para certificar-se da ausência de sangue em ovos crus, estes devem ser abertos e examinados um a um em um prato ou copo transparente. Se for encontrado qualquer sinal de sangue, o ovo inteiro deverá ser descartado e o copo ou prato lavado com água fria. Uma única gota de sangue faz com que este ovo não seja casher.

CASHRUT: VINHO CASHER É USADO PARA A SANTIFICAÇÃO DO SHABAT E FESTAS JUDAICAS



Atualmente, a maioria dos vinhos casher comercializados costuma vir fervida já da vinícola

O vinho e o suco de uva, mais do que qualquer outra bebida, representam a santidade do povo judeu. São usados para a santificação do Shabat e Festas Judaicas. No Templo Sagrado, o vinho era derramado sobre o Altar, juntamente com o sacrifício. Entretanto, uma vez que o vinho era e ainda é usado em muitas formas de culto idólatra, ele ocupa uma posição única na Lei Judaica, que impõe restrições especiais a sua produção e manipulação.

Qualquer subproduto que contenha vinho ou suco de uva, como vinagre de vinho, bala, geléia ou refrigerante de uva, conhaque e outras bebidas que possam ser destiladas ou misturadas com vinho, só poderão ser ingeridos quando possuírem supervisão rabínica confiável.

28 de janeiro de 2018

MISTICISMO JUDAICO: O QUE É UM DYBBUK?


Caixa de Dybbuk

No folclore judeu, um dybbuk ou dibbuk (plural: dybbukim) é um espírito humano que, devido aos seus pecados pregressos, vagueia incansavelmente até que encontre refúgio no corpo de uma pessoa viva. O "Dybbuk" ou "Dibbuk " se apodera de corpos de pessoas.

24 de janeiro de 2018

O QUE É E SIGNIFICA A PALAVRA TORÁ?


Contém os relatos sobre a criação do mundo, da origem da humanidade, do pacto da Divindade com Abraão e seus filhos e a libertação dos filhos de Israel do Egito e sua peregrinação de 40 anos até a terra prometida

A Torá (do hebraico תּוֹרָה, significando instrução, apontamento) é o nome dado aos cinco primeiros livros do Tanakh (também chamados de Hamishá Humshêi Torá, חמשה חומשי תורה - as cinco partes da Torá) e que constituem o texto central do Judaísmo. Contém os relatos sobre a criação do mundo, da origem da humanidade, do pacto da Divindade com Abraão e seus filhos, e a libertação dos filhos de Israel do Egito e sua peregrinação de 40 anos até a terra prometida. Inclui também os mandamentos e instruções que segundo o Judaísmo tradicional, foram dadas a Moisés para que a entregasse e ensinasse ao povo de Israel. Chamada também de Lei de Moisés (Torát Moshé, תּוֹרַת־מֹשֶׁה), por vezes o termo "Torá" é usado dentro do judaísmo rabínico para designar todo o conjunto da tradição judaica, incluindo a Torá escrita, a Torá oral (ver Talmud) e os ensinamentos rabínicos.

MISTICISMO JUDAICO: OS 72 ANJOS CABALÍSTICOS


Em 787 da era comum, no Sétimo Sínodo Ecumênico definiu-se dogma somente em relação aos arcanjos: Miguel, Uriel, Gabriel e Rafael


A palavra hebraica para anjo é Malach, que significa "Mensageiro". As primeiras descrições sobre anjos apareceram no Antigo Testamento. A menção mais antiga de um anjo aparece em Ur, cidade do Oriente Médio (atual Iraque), há mais de 4 mil anos da era comum. Na arte cristã eles apareceram em 312 da era comum, introduzidos pelo imperador romano Constantino, que sendo pagão, converteu-se ao cristianismo quando viu uma cruz no céu, segundo relata a história, antes de uma batalha importante. 

19 de janeiro de 2018

VINHO: A SANTIDADE DO POVO JUDEU


No Templo Sagrado o vinho era derramado sobre o Altar, juntamente com o sacrifício

O vinho e o suco de uva, mais do que qualquer outra bebida, representam a santidade do povo judeu. São usados para a santificação do Shabat e Festas Judaicas. No Templo Sagrado o vinho era derramado sobre o Altar, juntamente com o sacrifício. Entretanto, uma vez que o vinho era e ainda é usado em muitas formas de culto idólatra, ele ocupa uma posição única na Lei Judaica, que impõe restrições especiais a sua produção e manipulação.

18 de janeiro de 2018

VISÃO JUDAICA: QUEM NASCEU PRIMEIRO; O OVO OU A GALINHA?! COMO CONSUMI-LO (O OVO)


Uma única gota de sangue faz com que este ovo não seja casher

De acordo com a lei judaica, os ovos com casca são parvê (neutros) e devem ser provenientes de aves casher e não conter nenhum sinal de sangue. Para certificar-se da ausência de sangue em ovos crus, estes devem ser abertos e examinados um a um em um prato ou copo transparente. Se for encontrado qualquer sinal de sangue, o ovo inteiro deverá ser descartado e o copo ou prato lavado com água fria. Uma única gota de sangue faz com que este ovo não seja casher.


16 de janeiro de 2018

1º CEMITÉRIO PARQUE ISRAELITA DO RIO DE JANEIRO - RJ


O Cemitério Parque Israelita presta serviços às todas as sinagogas que assim desejarem e a todos os membros da comunidade judaica

A Congregação Judaica do Brasil (CJB) tem suas fontes em duas nascentes: uma proveniente do Movimento Conservador (Masorti) e outra do Movimento Renewal (Reformista). O Midrash Centro Cultural pertence a Congregação Judaica do Brasil que institucionalmente esta filiada tanto ao World Council of Synagogues do Movimento Conservador como ao Network of Jewish Renewal Communities. O rabino Nilton Bonder tem ordenação por ambos os movimentos tendo smicha (ordenação rabínica) do Jewish Theological Seminary, órgão acadêmico principal do Movimento Conservador, e também de Reb Zalman Schachter, expoente maior do Movimento Renewal.

14 de janeiro de 2018

CENTRO ISRAELITA DE NITERÓI (CIN) - RJ


O CIN fica na Rua Visconde do Uruguai, 255, Centro de Niterói (RJ)

Em 2015, o Centro Israelita de Niterói (CIN) celebrou 90 anos com uma grande festa. Com apoio da FIERJ, o evento uniu diversas instituições de Niterói e toda a comunidade judaica do Estado do Rio de Janeiro. O CIN fica na Rua Visconde do Uruguai, 255, Centro de Niterói. Informações: (21) 98807-0709.

A LEI JUDAICA COM RELAÇÃO AO CONSUMO DE VEGETAIS (CASHRUT)


Verduras, frutas e hortaliças em seu estado natural e não-processado são casher e parve

Hortaliças frescas, frutas e grãos, em seu estado natural e não-processado, são casher e parve. Podem ser consumidos tanto com laticínios como com carne. No entanto, uma vez que uma hortaliça foi combinada com um produto de carne ou de leite, se torna respectivamente um produto de carne ou de leite.

A Torá proíbe comer vermes e insetos, vivos ou mortos. As verduras, frutas e hortaliças devem ser minuciosamente examinadas. Entre as verduras incluem-se folhas (alface, agrião, espinafre, couve, couve flor, brócolis, etc), grãos (feijão, lentilha, grão de bico, milho para pipoca, etc) e frutas (morango, maçã, etc).

12 de janeiro de 2018

QUEIMADO NA FOGUEIRA DA INQUISIÇÃO - GÊNIO DA DRAMATURGIA - ANTÔNIO JOSÉ DA SILVA: O JUDEU


Antônio José da Silva, conhecido como "O Judeu" (Rio de Janeiro, 8 de Maio de 1705 - Lisboa, 19 de Outubro de 1739)

Antônio nasceu numa fazenda nos arredores do Rio de Janeiro e mudou-se para a Candelária, no centro da capital, com a família. Batizado, mas de origem judaica, foi vítima da perseguição que dizimou a comunidade dos cristãos-novos do Rio de Janeiro em 1712. Em Lisboa, o dramaturgo e escritor foi preso pela Inquisição portuguesa com a mãe, tia, irmão (André) e a esposa, Leonor Maria de Carvalho, que se encontrava grávida. Viria a morrer na fogueira às mãos da Inquisição, num Auto-de-Fé. A sua vida é retratada no filme luso-brasileiro: O Judeu (1995).

11 de janeiro de 2018

O QUE É ALIMENTO PARVÊ/PAREVE?


As embalagens dos alimentos parvê/pareve geralmente apresentam também a letra "U" no interior de um círculo

Os alimentos que não são nem carne nem leite são chamados parvê/pareve (neutros). Isto significa que eles não contêm carne nem leite, nem em seus derivados, e que não foram cozidos ou misturados com nenhum alimento de carne ou de leite.

OS TIPOS DE PEIXE/PESCADO QUE A LEI JUDAICA (HALACHÁ) PERMITE O CONSUMO (CASHER)


"Podereis comer de tudo o que vive nas águas, seja nos mares ou nos rios, desde que tenha nadadeiras e escamas" (Vayicra' XI:9)

Peixe é um alimento "parve", neutro. Somente peixes que têm tanto nadadeiras como escamas são Casher (apropriados para o consumo). O Talmud cita que todos os peixes que apresentam escamas possuem também nadadeiras, entretanto, a presença de nadadeiras não indica que possuem escamas.
A definição de nadadeiras e escamas deve ser conforme designada pela Lei judaica. Nem tudo o que é normalmente chamado de escama está de acordo com o padrão da Torá. Portanto, certifique-se de comprar peixe somente de um peixeiro que esteja familiarizado com os tipos de peixes Casher.

7 de janeiro de 2018

CONGREGAÇÃO JUDAICA DO BRASIL - CJB: A MUDANÇA DOS JUDEUS PARA A ZONA OESTE DO RIO DE JANEIRO


A Congregação Judaica do Brasil (CJB) foi o primeiro centro judaico/Sinagoga na Barra da Tijuca, seguindo logo depois o Clube Adolpho Bloch e a Escola Liessin/S. Aleichem

. História:

Fundada em junho de 1989, a Congregação Judaica do Brasil (CJB) compunha-se do amalgama de dois grupos: egressos da ARI que acompanhavam o rabino Nilton Bonder e ativistas da Barra da Tijuca que buscavam a criação de uma Sinagoga e de um primeiro centro judaico na Barra. A CJB foi este primeiro centro, seguindo-se logo depois o Clube Adolpho Bloch e a Escola Liessin/S. Aleichem.
Inicialmente, o grupo que acompanhava o Rabino Nilton Bonder utilizou espaços itinerantes tal como a ASA (Associação Scholem Aleichem) e o Lar da Velhice de Ipanema. Lá foi recebida a primeira Torá da sinagoga cedida pelo World Council of Synagogues. A primeira sede à rua Conde D'e foi utilizada por pouco mais de um ano. Foi então efetuada a compra da sede na Rua Prof. Milward em 1990 e uma reforma no ano de 1994. Grandes encontros com a presença de Reb Zalman foram realizados em Buzios, Mauá e no Rio de Janeiro.

PERGUNTA: QUAL É O CONCEITO DE "LIVRE ARBÍTRIO" NO JUDAÍSMO?


D’us equipa cada alma com as virtudes e componentes necessários para o cumprimento de sua missão singular

Resposta:

A Cabalá (קַבָּלָה) nos explica que antes de uma alma descer para este mundo já é anunciado no céu quem serão os seus pais, com quem vai casar e qual será o grau de sua inteligência, beleza, saúde e riqueza. D’us equipa cada alma com as virtudes e componentes necessários para o cumprimento de sua missão singular. Estas facetas da vida humana são determinadas por D’us e nós não escolhemos.

6 de janeiro de 2018

O "DESCANSO" EM DIAS DIFERENTES: OS DIAS DE DESCANSO RELIGIOSO DE JUDEUS, CRISTÃOS E MUÇULMANOS


Descanso merecido: Como as mais antigas religiões reservam um dia especial da semana para prestar reverência a Deus e renovar as forças

O tempo voa. Sim, é verdade. Mas, se não tivermos a cada semana uma pausa, fica a sensação de que estamos numa roda-viva, sem parada. O lazer – com cinema, festa, agito – é uma possibilidade de sair da rotina. Nem sempre isso significa descansar e repor as energias para mais um período de trabalho. Porém, podemos aprender com as antigas religiões as formas de cultivar pausas sagradas.

5 de janeiro de 2018

POLÊMICA: VOCÊ SABE A ORIGEM HEBRAICA DO NOME KALEB/ CALEB (כלב)?


Na Bíblia, Kaleb (כלב), as vogais ainda não tinham sido inventadas pelos gregos, foi um dos 12 homens enviados por Moisés

A princípio, com origem no hebraico kelebh significa literalmente “cão, cachorro”. É a variante em inglês e a forma hebraica antiga de "Caleb". Entretanto, a letra "ב" em hebraico faz toda a diferença, pois ela pode ser pronunciada como "b" ou"v", portanto, "Kelev" significa cão, mas "Kol'Lev" significa de coração inteiro. 

A ORIGEM HEBRAICA DO NOME "DÉBORA" ( דְּבוֹרָֽה)


Debhoráh  ( דְּבוֹרָֽה) quer dizer “abelha” e tem como raiz semítica o elemento d-b-r, que significa “zumbir, zunir”

Débora: Significa “abelha”, "mulher trabalhadora e esforçada".
Originado no hebraico Debhoráh  ( דְּבוֹרָֽה), que quer dizer “abelha”, tem como raiz semítica o elemento d-b-r, que significa “zumbir, zunir”, e dabhár, que significa “palavra”.


A ORIGEM DO NOME "MICHAEL" EM HEBRAICO (מִיכָאֵל) É UMA PERGUNTA. VOCÊ SABIA?


A versão tradicional em português é "Miguel" e, por esse motivo, esse nome reflete humildade

O nome Maicon é uma variante brasileira do original na língua inglesa Michael. Esse, que por sua vez, se originou a partir do hebraico מִיכָאֵל (Mikha'el), formado pela junção dos elementos mikhayáh e El e significa “quem é como Deus?”​.
O seu significado tem o sentido de uma pergunta retórica. A pergunta: “quem é como Deus?”​ presume a resposta "ninguém é como Deus".​ Por esse motivo, esse nome reflete humildade.

A INFLUÊNCIA DO ZOROASTRISMO NO JUDAÍSMO: APÓS O EXÍLIO BABILÔNICO


O evento do exílio babilônico provocou, sem dúvida, muitas transformações na maneira de pensar dos judeus do chamado Período do Segundo Templo em Jerusalem

Resumo: O Zoroastrismo, também chamado de Masdaísmo ou Parsismo, é uma religião monoteísta reformada na antiga Pérsia pelo profeta Zaratustra, a quem os gregos chamavam de Zoroastro. É considerada como a primeira manifestação de um monoteísmo ético. De acordo com historiadores da religião, algumas das suas concepções religiosas, como a crença no paraíso, na ressurreição, no juízo final e na vinda de um messias, viriam a influenciar o judaísmo, o cristianismo e o islamismo. 
O Zoroastrismo tem seus fundamentos fixados no Avesta e admite a existência de duas divindades (dualismo), representando o Bem (Aúra-Masda) e o Mal (Arimã), de cuja luta venceria o Bem. Já no Judaísmo, Deus é único, indivisível e a fonte de todo bem e mal.