25 de fevereiro de 2010

POR QUE A ESTÁTUA DE MOISÉS NO VATICANO, DO ESCULTOR MICHELANGELO, TEM CHIFRES?




"Suspeita-se que um erro foi cometido no Século V por São Jerônimo quando ele criou a “Bíblia Vulgate” (Escrita em Latin Vulgar) baseada nos textos hebraicos ancestrais.
Ambas as palavras “Chifre” (keren) e “radiação” ou “brilho” (karan) utilizam as mesmas letras em hebraico ancestral קרו e as vogais (Nikudot) não são indicadas, como no hebraico moderno. Por exemplo, o alfabeto hebraico atual utilizam sinais para diferenciar as vogais. Utilizando hebraico moderno, a palavra “Chifre” é escrita como קֶרֶו enquanto “Radiação” ou “Brilho” é escrita como קָרַו . Desta forma, Michelangelo, usando como referência a Bíblia Vulgate aceitou a tradução de São Jerônimo e, então, colocou chifres na cabeça da estátua de Moisés.

7 comentários:

Roder Rock disse...

Olá!

Podemos também imaginar que os chifres em Moisés fazia parte da desconstrução da história do judaísmo. Os católicos sempre tiveram métodos inventivos a esse respeito.

Paz

Luiz disse...

Uma tradução não tão bem feita pode dar margens a várias interpretações. Pena que na época, ninguém pode esclarecer este detalhe ao Michelangelo. Pois certamente ele colocaria algum brilho na cabeça de Moisés.

Pseudo disse...

Só uma ressalva: A famosa estátua de Michelangelo está hoje localizada na de Igreja de S. Pedro em Cadeias e não no Vaticano.

Luiz antonio Ferreira disse...

Oi eu nem li a notícia, mas percebi q a estátua de Davi tambem, ele não é circuncidado e no famoso quadro da Santa ceia (Páscoa) Jesus e os díscipulos comem sentados e n de pé como a tradição, erros de grandes mestres, q n conheciam o judaísmo, pena!!!!

Leonor disse...

Nos estudos que já fiz sobre textos bíblicos, principalmente do Apocalípse, descobri que chifres nos personagens da Bíblia sempre significam PODER. Moisés foi um homem que recebeu o poder de Deus para libertar seu povo da servidão de Faraó que era o maior símbolo de poder da época. Por isso os chifres em Moisés.

Max Matos disse...

Existe também uma outra versão de que os chifres representavam a fortaleza dos touros, animais venerados na antiguidade. Um exemplo são os vikings, que cujos capacetes usados, eram compostos por um par de chifres. E, ao contrário do que muitos pensam, não tem nada a ver com ligações demoníacas.

Antonio Fernando de Sylos disse...

Minha mãe, católica fervorosa, me ensinou desde pequeno que os "chifres" nas pinturas de Moisés (certamente copiadas da estátua de Michelangelo) representavam a luz divina sobre o líder hebreu. Como não dava num escultura "construir" uma luz, os chifres representam algo de que vem de cima e não algo que sai da cabeça. Nunca duvidei dessa explicação. Depois de ter isso em mente, ganhei não me lembro de quem um livrinho da Bíblia para crianças, que mostrava Moísés recebendo essa luz que caia sobre sua cabela como dois feixes como se fossem esses tais chifres.