11 de abril de 2010

POR QUE COBRIMOS OS OLHOS AO ACENDER AS VELAS DE SHABAT?





RESPOSTA:

Presumo que você esteja se referindo ao costume de se cobrir os olhos com a mão durante a prece do acendimento das velas. O acendimento em si é feito com os olhos bem abertos. Fazê-lo de outra forma seria uma façanha e tanto.

De qualquer modo, o motivo para cobrirmos os olhos durante a bênção é um tanto complicado.

Geralmente, as bênçãos são recitadas antes do ato, Você pronuncia a bênção sobre uma fruta, por exemplo, antes de comê-la (a razão óbvia para isso é que você estará no correto estado de espírito quando cumprir a mitsvá. No entanto, existem também motivos cabalistas.)

No caso do acendimento das velas do Shabat, a bênção é recitada depois que as velas são acesas. Por quê? A bênção não deveria ser pronunciada antes do acendimento?

A resposta é que uma vez que a bênção tenha sido recitada, a mulher começou a mitsvá do acendimento das velas e assim inaugurou o dia do Shabat. Seria agora inadequado para ela acender uma vela – um ato que profana o Shabat. Então, ela acende as velas antes de rezar a bênção, enquanto ainda é dia de semana. Porém, ela ainda deseja cumprir o conceito de recitar a bênção antes do ato. Como resolve isso? Não completando a mitsvá inteiramente até depois de recitar a bênção.




Após acender as velas, ela imediatamente cobre os olhos. Pronuncia então a bênção e somente depois descobre os olhos e aprecia a luz das velas. Assim, ela cumpriu o conceito de recitar a bênção antes do ato, pois o ato de acender não está completo até que ela realmente aprecie a luz.

Este é o motivo técnico. Praticamente falando, cobrir os olhos ajuda a pessoa a se concentrar melhor na bênção e nas preces silenciosas que são recitadas nesta hora propícia, que é o acendimento das velas de Shabat e Yom Tov – quando pede pela saúde, prosperidade e alegrias para seus familiares e amigos.

Fonte: Rabi Moshe Isserles, Código da Lei Judaica, Orach Chaim 263:5.

Nenhum comentário: